Livro “Acessórios de Moda” é enciclopédia ilustrada essencial de peças complementares

Capa do livro “Acessórios de Moda”

Recentemente, chegou na redação um livro bem interessante para quem gosta de moda. Com mais de 2.700 ilustrações e 400 páginas, a publicação “Acessórios de Moda” (R$ 96, editora GGili) mostra qual é a correta nomenclatura de diversos acessórios, como sapatos, bolsas, chapéus, lenços, joias, relógios, entre outros. Dá para passar horas folheando esse livro. Para vocês entenderem como funciona, tirei algumas fotos dele:

Navegando pelo site da editora, também vi que tem um livro similar sobre roupas. Segundo a descrição, “o livro é uma coleção extensiva de modelos de roupas e tipos de formas e acabamentos representados através de moldes planos e ilustrações de moda”. Se for igual ao de acessórios, também deve ser vital para quem gosta de moda.

Anúncios

Visual de Sacha Baron Cohen é inspirado em ditador da vida real

Qualquer semelhança não é mera coincidência

Estreia nesta sexta-feira (24) o novo longa de Sacha Baron Cohen, conhecido por “Borat” (2006), “Bruno” (2009) e também pelo personagem Ali G. Agora, o ator e comediante se passa pelo ditador Aladeen, um tirano que fará de tudo para que a democracia nunca chegue a Wadiya, país que está sob seu comando.

Em recente entrevista para o jornal Folha de S. Paulo, Cohen diz que o personagem é inspirado em Muammar al-Gaddafi, ex-ditador da Líbia, morto em outubro de 2011. Para o jornal, o criador de Borat disse:

“Terminamos o roteiro antes da Primavera Árabe e, de repente, tudo começou a mudar. Até me ligaram para perguntar se Gaddafi havia lido o roteiro. Quando escrevemos o filme, ele era um sujeito perigoso. Então, fizemos um comunicado dizendo que ‘O Ditador’ era inspirado em Saddam. Não queria acordar com uma bomba na porta (risos). Fiquei aliviado quando Gaddafi foi assassinado.”

Para encarnar esse personagem inspirado em Gaddafi, Sacha Baron Cohen contou com um figurino e tanto criado por Jeffrey Kurland (“A Origem”). Os looks do ator são extravagantes e cheios de exageros, exatamente do jeito que Gaddafi gostava de se apresentar. Claro que o óculos escuro também não poderia ficar de fora.

Roupas extravagantes marcaram o guarda-roupa de Gaddafi

“O Ditador”
Ano: 2012
Direção: Larry Charles
Figurino: Jeffrey Kurland

Copie o penteado de Ashley Greene em “LOL”

Uma das estreias desta sexta-feira (10) é a refilmagem de “LOL”, protagonizado por Miley Cyrus. O longa retrata a vida da conectada adolescente Lola (Miley) e a importância das redes sociais na vida dos jovens.

O papel de rival-patricinha-popular-vingativa fica por conta de Ashley Greene, a Alice da saga “Crepúsculo”, que usa um penteado super inspirador:

Ashley usa o cabelo meio preso, com a parte superior bem volumosa, ao estilo Amy Winehouse. Para fazer um penteado assim, basta separar uma parte do cabelo, pentear para cima, jogar para trás e prendendo com grampinhos. Para fixar, jogue um spray

Para enfeitar o penteado, Ashley ainda usa headband com flor. Gostou?

“LOL”
Ano: 2012
Direção: Lisa Azuelos
Figurino: Hope Hanafin

“Um Corpo que Cai”, de Hitchcock, é eleito melhor filme de todos os tempos

James Stewart e Kim Novak protagonizam par romântico em “Um Corpo que Cai”

“Um Corpo que Cai” (1958), dirigido por Alfred Hitchcock, foi eleito o melhor filme de todos os tempos pela revista do Instituto de Cinema Britânico (British Film Institute). E claro que eu não poderia deixar de falar do trabalho da figurinista Edith Head, também conhecida por trabalhar com Hitchcock em “Janela Indiscreta” (1954) e “Pássaros” (1963), entre tantos outros filmes do diretor. Perfeccionista, Hitchcock tem a fama de que escolhia a sua equipe a dedo. E, claro, escolheu a melhor quando o assunto é figurino de cinema.

Mas uma das coisas mais interessantes nesse longa é o quanto as roupas possuem importância para o andamento da narrativa. Acho que isso se deve por causa da junção de dois gênios: Edith, mestre em figurinos, e Hitchcock, mestre em filmar uma boa história. Apesar de o filme ser antigo, não vou ficar contando o final por aqui, mas vale dizer que reviravoltas na trama acontecem por causa das roupas e da beleza da personagem vivida por Kim Novak. Abaixo, separei alguns dos looks exibidos pela misteriosa e dúbia Madeleine/Judy.

Essa é a primeira impressão que Madeleine passa para Scottie (James Stewart), responsável por investigar a vida da misteriosa loira. No requintado restaurante Ernie’s (em San Francisco), com um traje de gala e coque, a personagem deixa o policial encantado e rendido por sua beleza

Madeleine veste um elegante sobretudo branco

Tailleur cinza tem papel importante no filme, pois esse look perseguirá Scottie

Um Corpo que Cai/Reprodução

Joia de Carlota Valdez será responsável por colocar um ponto final na farsa de Judy

“Um Corpo que Cai”
Ano: 1958
Direção: Alfred Hitchcock
Figurino: Edith Head

Invista em um óculos como o de Kristen Stewart em “Na Estrada”

Marylou, personagem de Kristen Stewart em “Na Estrada”, usa óculos ao estilo Wayfarer

Como ainda não assisti ao filme “Na Estrada”, não consegui ver exatamente qual é o modelo do óculos que Marylou (Kristen Stewart) usa no longa. Mas, se quiser copiar o estilo da atriz e investir em um look retrô, o Wayfarer 4140, da Ray-Ban, é bem parecido com o modelo do filme.

Modelo Wayfarer 4140, da Ray-Ban

“Na Estrada”
Ano: 2012
Direção: Walter Salles
Figurino: Danny Glicker

Vestido amarelo de Kate Hudson em “Como Perder um Homem em 10 Dias”

Kate Hudson vive a jornalista Andie Anderson em "Como Perder um Homem em 10 Dias"

Nessa semana, estava passando na TV a comédia romântica “Como Perder um Homem em 10 Dias”. Estrelado por Kate Hudson, o filme conta a história da jornalista Andie Anderson, que precisa escrever um artigo para uma revista, mostrando como é possível acabar com um relacionamento em apenas… dez dias, claro.

Por sorte, a parte que estava passando é justamente essa em que a atriz principal está belíssima, usando um longo vestido de cetim amarelo ouro em uma festa de gala, e me lembrei do quanto esse figurino fez e ainda faz sucesso. Confeccionado pela própria figurinista do longa, Karen Patch, a roupa sempre aparece em listas de vestidos mais bonitos do cinema. E com mérito!

Nesse look, Kate ainda usa um colar de diamantes, da joalheria norte-americana Harry Winston, e uma clutch, da Tod’s.

O vestido é tão marcante que até hoje, nove anos depois do lançamento do filme, é possível comprá-lo nessas lojas que fazem réplicas de roupas de famosas. No site The Celebrity Dresses, por exemplo, é possível conseguir a cópia por US$ 89 (cerca de R$ 160).

Se o diretor e os roteiristas de “Como Perder um Homem em 10 Dias” não conseguiram fazer com que o filme entrasse para a história, a figurinista Karen com certeza o fez.

Kate Hudson faz par com Matthew McConaughey em “Como Perder um Homem em 10 Dias”

“Como Perder um Homem em 10 Dias”
Ano: 2003
Direção: Donald Petrie
Figurino: Karen Patch

Luvas dão um toque especial a Mia Wasikowska em “Inquietos”

Mia Wasikowska e Henry Hopper em "Inquietos", de Gus Van Sant

Para cuidar do figurino de “Inquietos” (2011), o diretor Gus Van Sant resolveu convidar novamente Danny Glicker, com quem já trabalhou em “Milk – A Voz da Igualdade” (2008). A parceria não poderia ter resultado melhor.

No longa-metragem, Mia Wasikowska vive Annabel, uma jovem em estado terminal, diagnosticada com apenas mais três meses de vida. Os últimos dias da garota se tornam bem mais alegres quando ela conhece Enoch, personagem vivido pelo iniciante ator Henry Hopper.

O figurino dos dois é uma gracinha. O garoto, super bem arrumado, vive de terno e gravata com tênis All Star, combinação que faz todo o sentido até os 20 e poucos anos. Já Annabel parece ter saído dos anos 60.

Mas o que mais chama atenção no visual da garota são as luvas super coloridas que ela usa. O acessório dá um toque mais alegre, jovial e autêntico para Annabel.

Annabel usa luva azul turquesa-turquesa

As próximas imagens estão meio ruins, porque printei cenas do filme, mas dá para ver um pouco mais das adoráveis luvinhas de Annabel. As combinações são a cara do outono do hemisfério Norte:

“Restless”
Ano: 2011
Direção: Gus Vant Sant
Figurino: Danny Glicker