Com que filme você vai?

Com que roupa eu vou? Essa é a pergunta que muitos homens e mulheres fazem todos os dias ao abrir o guarda-roupa. E por que não deixar o dia mais divertido e se perguntar com que filme vai? Afinal, assim como nas telonas, em que uma roupa diz tudo sobre um personagem sem que ele tenha que falar uma linha, na vida real, não é muito diferente.

O figurino de cinema tem força total em Hollywood (desde seus primórdios) e já contou com investidas de estilistas como Chanel, Norman Hartnell, Christian Dior, Balmain, Elsa Schiaparelli e tantos outros nomes icônicos da moda. Para grandes diretores, a roupa de seu elenco sempre foi escolhida a dedo e feita pelos melhores.

Tanto trabalho não é em vão. Já parou para pensar quantos minutos de um filme é enxugado apenas com um bom e representativo modelito? Junto com o cenário, o figurino é um dos meios mais efetivos da técnica de filmagem “show, don’t tell”, em que um narrador não precisa explicar exatamente tudo que se passa na trama.

Claro que a expressão do artista diz muito sobre a personagem, mas uma boa roupa diz tudo! Com ela, você sabe qual é a classe social, origem, gosto, e época em que a pessoa se situa. E olha que não é tarefa fácil fazer com que atores se pareçam com pessoas reais em filmes. No entanto, essa sempre foi a missão do cinema: convencer quem assiste, já que um pequeno deslize na trama pode fazer com que o espectador não “compre” o mundo mágico ou fantasioso que o filme está criando.

Trama em primeiro lugar

Audrey Hepburn e Edith Head em 1953, ano do lançamento do filme "A Princesa e o Plebeu"

Edith Head (1897-1981), grande figurinista de Hollywood, criou as roupas de filmes como “A Malvada”, “A Princesa e o Plebeu”, “Sabrina”, “Um Corpo que Cai”, “Janela Indiscreta” e ainda supervisionou Givenchy na criação do figurino e na releitura do pretinho básico de “Bonequinha de Luxo”. Em sua autobiografia, a especialista fala um pouco sobre o trabalho de figurinista:

“Não me preocupo com a produção em massa nem com as roupas que estão fazendo sucesso em uma estação. Não me preocupo se [minhas criações] vão vender ou se todas mulheres do mundo vão poder vesti-las. O meu trabalho é ajudar a atriz que usa o vestido a incorporar o papel que está interpretando”. Para a trama, esse é a maior importância do figurino.

E, nesse espaço, espero mostrar essas maravilhosas criações que o cinema vem produzindo ao longo de sua história. No Com que Filme Vou?, você poderá encontrar figurinos, maquiagens, acessórios, penteados e diversos visuais entusiasmantes do cinema. Ao mesmo tempo, também pretendo contar um pouco da história da moda nas telonas.

Inspiração para se vestir ou montar o seu visual não vão faltar. Navegue pelos menus laterais da página principal e conheça ou relembre, por categorias, alguns looks das produções cinematográficas. Quem sabe você não se anima em improvisar algum? É só decidir com que filme vai.

Ah! E nesse primeiro post, também não poderia deixar de agradecer ao jornalista e crítico Inácio Araújo e ao pesquisador e também crítico Juliano Tosi, que me ajudaram, dando algumas ideias para o blog. Ainda preciso dizer obrigada ao meu talentoso amigo Vic Matos, que criou o logo e as ilustrações do Com que Filme Vou?.

Caso queira mandar dicas dos seus looks preferidos do cinema, é só entrar em contato pelo comquefilme@gmail.com ou @comquefilme e ver a sua sugestão por aqui.

Abs,

Bárbara Stefanelli

Anúncios

Uma resposta em “Com que filme você vai?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s